Porque você PRECISA agradecer por suas dores

Atualizado: Jul 28

Muito famosa em inglês, a frase "NO PAIN, NO GAIN" estampa camisas, tatuagens e não há frequentador de academia ou adeptos do treinamento fisico que não a tenha visto em algum lugar. E a razão é muito simples: ela resume perfeitamente o processo.

Durante o exercicio fisico as fibras musculares são rompidas (e isso dói muito, acredite!). A alimentação adequada alinhada ao treinamento, sobretudo de proteínas vegetais (de melhor absorção), preenche e restaura essas lesões fazendo com que o individuo "ganhe" massa muscular. Daí a máxima: "SEM DOR, SEM GANHO".

No entanto, engana-se quem pensa que essa é uma verdade apenas para os adeptos da prática exportiva regular e intensa. Os amantes da filosofia também a conhecem muito bem.

A

final, quem há de falar sobre a dor da traição senão o traído?

Quem há de falar sobre a dor do arrependimento senão o arrependido?

Quem há de falar sobre a dor da precipitação senão o precipitado?

Quem há de falar sobre a dor da injustiça senão o injustiçado?

Quem há de falar sobre a dor da pobreza senão o pobre?

Quem há de falar sobre a dor do infarto senão o infartado?

A mecânica é a mesma.

A natureza das coisas é muito simples, de fato.

Seja no treinamento físico ou na vida em si, a dor nada mais é do que um sinal de que algo está em construção: um novo músculo ou uma nova capacidade.

Vencida a dor, está-se apto à um novo peso, à um novo obstáculo.

Vencida a dor, está-se apto à um peso mais pesado, um obstáculo maior.

E se ser capaz de suportar grandes pesos e grandes adversidades é reconhecidamente uma virtude, concluímos, portanto, que muita gratidão deve ser dada aos obstáculos e pesos da vida que contribuíram para a formação de nossa capacidade.

Talvez você pense que seja difícil ser grato por algo que lhe causou dor e sofrimento mas entender o processo pode ajudar. Simplesmente Deus ainda não encontrou outro caminho de ensinar suas maiores verdades. Já viu como cachorros de rua de hoje aprendem a atravessar a rua? A neurociência explica que o cérebro só aprende de duas formas: ou através da repetição ou através de fortes emoções.


Daí a importância da dor em todo aprendizado.

Pergunte ao cachorro que você vê esperando os carros passarem para atravessar a rua e ele te dirá como aprendeu a fazer isso.


Agradecer às dificuldades é uma habilidade que pode e precisa ser desenvolvida. E há um processo para isso. E esse processo se inicia com a aceitação do fato.


Mas isso é assunto para um novo texto.

Por enquanto, lembre-se de agradecer pelas lições recebidas.


Forte abraço! :)








2 visualizações

© 2020 by Tacc Webdesigners.